Entenda o que é uma Torre de Resfriamento

Publicado em: 22/09/2021 00:00:00 Autor/fonte: nProjetos

Essas também podem ser chamadas de torres de arrefecimento e fazem esse processo de resfriamento a partir a transferência de calor residual para a atmosfera, podendo utilizar a evaporação da água nesse processo, ou apenas o ar.

Você pode encontrá-las em locais como indústrias químicas, refinarias de petróleo, refrigeração de edifícios e estações de energia. Seu tamanho pode variar bastante, indo desde estruturas instaladas em telhados, a estruturas gigantes, podendo chegar a até 200 metros de altura e 100 metros de diâmetro.

 

Como uma torre de resfriamento funciona?

 

No geral seu funcionamento ocorre da seguinte maneira: 

  • Entrada de água quente causada pelo calor dos maquinários no topo da torre;
  • Essa água é distribuída no enchimento, que é a estrutura de transferência de calor;
  • Ar é forçado ou induzido através do enchimento;
  • Ocorre a evaporação de pequena porção da água;
  • Em consequência dessa evaporação, ocorre a remoção do calor do restante da água;
  • A água resfriada é coletada na bacia de água fria;
  • A água da bacia será devolvida ao sistema, com a finalidade de absorver mais calor.

 

Entretanto, nem todas as torres são iguais e mesmo que suas linhas tenham os mesmos princípios básicos, podem ser organizadas de maneira bem diferente. Uma boa diferença está na configuração de fluxo de ar podendo ser cruzado ou contrafluxo. Além de diferentes tipos de sistemas de distribuição de água e ventiladores.

 

As torres podem ser de diferentes tamanhos

 

Configurações de fluxo de ar

 

  • Fluxo Cruzado – Nessa configuração o fluxo de ar ocorre de maneira perpendicular ao fluxo de água, que entra por uma ou mais faces verticais da torre. O fluxo de água nesse caso atravessa o enchimento da estrutura em decorrência da gravidade.
  • Fluxo Contracorrente – Nessa configuração o fluxo de ar ocorre de maneira diretamente oposta ao fluxo de água. O ar entra primeiramente por uma parte abaixo do meio do enchimento e segue na vertical (para cima). O fluxo de água então ocorre por bicos pressurizados fluindo em sentido contrário ao ar (para baixo).

 

Sistemas de distribuição de água

 

  • Distribuição por Gravidade – Esses sistemas possuem grandes bacias de água quente com diversos bicos pulverizadores que fazem a distribuição da água de maneira uniforme no enchimento. Estão localizados na parte superior da torre e são de fácil acesso e manutenção, mesmo durante funcionamento.
  • Distribuição por Spray – Esses sistemas estão presentes nas torres de resfriamento por contrafluxo e possuem uma porção de ramificações com bicos de spray. Localizados também na parte superior da torre, acima do enchimento e geralmente exigem de 2 a 7 psi de pressão para a entrada de água, além ser necessário que a torre esteja fora de funcionamento para acesso e manutenção.

 

Sistema de ventilação

 

  • Ventilador Axial – Esse sistema de ventilação é mais econômico, proporcionando metade da potência do centrífugo que possua tamanho parecido. Além disso, o fluxo de ar deve ser produzido por um ou mais ventiladores que são acionados de maneira mecânica.
  • Ventilador Centrífugo – Cada unidade desse sistema de ventilação tem a capacidade de aguentar uma boa quantidade de pressão estática dentro da estrutura (≤12,7 mm de H2O), fazendo dele uma opção boa tanto para áreas internas quanto externas. São considerados também mais silenciosos se comparados aos axiais sem aplicação de redução de ruído.

Fones: (11) 2448-4267  ou  (11) 4595-4052
Celular: (11) 99617-3232 - VIVO (Whatsapp)

phmatavelli@safiratr.com.br

skype: eng.phmatavelli

 

Horário de Atendimento:
Segunda a Sexta: 8h - 18h